Fruta da Estação: Morango

Quem não gosta de um morango?!

A fruta típica do inverno que é rica em vitamina C apresenta inúmeros benefícios à saúde. Mas não se esqueça: morango, sempre orgânico! Pois é uma fruta muito contaminada por agrotóxicos, ok?

morango-3

Alguns dos seus benefícios:

– Evita a retenção de líquidos: seu teor de potássio regula a quantidade de sódio (micronutriente responsável por reter água em nosso organismo);

– Mantém a pele saudável: seu poder antioxidante combate os radicais livres que danificam as células, e que consequentemente causam o envelhecimento da pele;

– Possui uma substancia chamada antocianina – que dá a coloração vermelha à fruta e faz com que o morango seja classificado como um alimento funcional por auxiliar na prevenção de doenças cardiovasculares e câncer;

– Por ser uma fonte rica em ácido fólico (nutriente indispensável durante a gestação), o consumo do morango favorece a multiplicação celular evitando malformações no feto;

– Estimula a circulação sanguínea;

– Altamente diurético: por ter 90 % de água em sua composição;

– Auxilia na redução do colesterol e evita a prisão de ventre.

Anúncios

Quercetina: um poderoso antioxidante

A quercetina é classificada como um flavonóide com ação antioxidante, combatendo os radicais livres que fazem tanto mal a nossa saúde.

quercetina

Algumas de suas fontes são: cebola roxa, maçã, chá verde, romã, brócolis, acelga e uva. Suas propriedades são ativas principalmente nesses alimentos crus ou pouco cozidos.

Alguns de seus benefícios:

– Reduz a formação de radicais livres de modo a combater as causas do envelhecimento e aumentar a longevidade;
– Fortalece o sistema imunológico reduzindo os processos alérgicos e as doenças pulmonares associadas (ação antibacteriana, antiviral e anti-inflamatória);
– Protege a função cerebral, melhora e estimula o desempenho mental, além de prevenir doenças degenerativas como Alzheimer;
– Mantém os níveis de colesterol saudáveis;
– Melhora a condição cardiovascular;
– Protege o DNA, impedindo a mutação celular e afastando as chances de câncer.

Estudos mostraram que a quercetina apresentou mais eficiência q a vitamina C contra a formação de células do câncer.

Pele bonita e saudável através da alimentação

Estamos cada vez mais preocupados com a estética. São inúmeras as tecnologias que visam manter a beleza de maneira rápida e eficaz.

pele

Mas já sabemos que os métodos estéticos podem não apresentar resultados tão significativos se não estiverem associados a uma dieta equilibrada e balanceada. A beleza deve ser conquistada de dentro pra fora, sempre!
De nada adianta se cuidar por fora, se tiver hábitos alimentares errados que agridem e desequilibram o seu organismo por dentro, não é mesmo?
Com o objetivo de manter uma pele sempre saudável, reunimos uma lista de alimentos que contribuem de maneira a prevenir ou amenizar alguns problemas:

Acne – Cenoura, mamão, pimentão, tomate, frutas cítricas, abóbora, carnes, peixes, aves, gérmen de trigo.
Manchas na pele – Soja e derivados, hortaliças verde-escuras, frutas cítricas, óleos vegetais.
Flacidez – Arroz, pães e massas integrais, abacate, abóbora, frutas vermelhas.
Pele seca – Soja, amêndoa, feijão, lentilha, grão-de-bico, nozes, castanha-do-Pará, linhaça, laranja, morango, limão, acerola.
Celulite – Azeite de oliva, algas marinhas, castanha-do-Pará, soja, aveia, frutas cítricas, água.
Olheiras – Folhas verdes, sementes, suco de clorofila, chá verde, semente de linhaça.

Agora é só abusar deste alimentos saudáveis!!

Até mais!

Uma maçã por dia previne o câncer

maca-madura (1)

Basta uma unidade por dia para você derrubar os riscos de ter alguns tipos de tumor, principalmente o de intestino. De quebra, você ingere substâncias que protegem as artérias e que ajudam a controlar os níveis de açúcar no sangue.

Quem nuca ouviu a famosa frase:  ” One apple a day keeps the doctor away ” ??? Pois então, uma maçã por dia ajuda, sim, a manter os médicos bem longe.

Um estudo concluiu que a ingestão diária de pelo menos uma maçã já reduz em 35% o risco de um câncer intestinal.

O trabalho não é o único a apontar um efeito anticâncer da fruta. Na Universidade Cornell, nos Estados Unidos, nutricionistas pingaram o extrato de maçã diretamente em células tumorais de mama e notaram que ele foi capaz de frear sua multiplicação. Na prática, isso indicaria que a fruta não só atuaria na prevenção do problema como favoreceria sua cura.

O mérito?  É dos chamados compostos fenólicos, um time poderoso de antioxidantes, presentes em doses generosas nas maçãs. Esses componentes neutralizam radicais livres, moléculas formadas no organismo que, em excesso, prejudicam o DNA das células, desencadeando a proliferação desordenada por trás da formação de um tumor.

Mas lembre-se, sempre consuma a maçã inteira. Sua casca possui de cinco a dez vezes mais substâncias ativas do que a polpa.

A maçã conta ainda com a presença de outra substância poderosa, a pectina, que integra a classe das fibras solúveis. Concentrada na casca, daria mais uma força na prevenção do câncer colorretal.  Um baixo consumo de fibras aumenta a concentração de toxinas na mucosa intestinal. Esses detritos podem irritar suas células, favorecendo a formação de um tumor.

Fonte: http://www.saude.abril.com.br

Vitamina K

verduras-vitamina-k

Uma pesquisa conduzida nos Estados Unidos, confirmou sua importância na prevenção de várias doenças. Depois de analisar centenas de artigos científicos publicados desde os anos 1970, o bioquímico Bruce Ames sugere que uma dieta capaz de garantir a quantidade recomendada de vitamina K todos os dias é uma maneira de garantir um futuro muito mais saudável. De acordo com o estudo, a vitamina K evita os males que surgem com a idade, como osteoporose, derrames, infartos e até mesmo câncer.

Dietas pobres em vitamina K andam cada vez mais associadas à perda de massa óssea e à maior incidência de fraturas. O nutriente participa da ativação de proteínas envolvidas na mineralização dos ossos.

Tem ainda, influência direta na função cardiovascular, acionando proteínas que inibem a calcificação arterial, ou seja, que endureceriam perigosamente as paredes dos vasos. O resultado é um coração mais saudável e um cérebro funcionando a todo vapor por mais tempo.

A vitamina K também é capaz de diminuir o risco de tumores no fígado. No caso, o benefício veio dos suplementos, recomendados apenas em situações específicas e sob prescrição médica.

A melhor  maneira de evitar pequenas carências é ficar de olho no prato.  A vitamina K é bem distribuída nos alimentos de origem vegetal e animal.  Folhas escuras, como a couve e o espinafre são bons exemplos. Você ainda encontra boas quantidades no leite, ovo e óleos vegetais.

Fonte: saude.abril.com.br

A Alimentação Caseira pode ser saudável?

Nem sempre um prato preparado na cozinha de casa, com alimentos fresquinhos, é sinônimo de saúde.

O brasileiro tem o hábito de colocar doses enormes de sal e óleo na comida, além disso recorre à fritura com muita frequência. São práticas culinárias que prejudicam a qualidade nutricional da dieta.

As falhas costumam começar, de fato, na escolha dos ingredientes e, claro, nas quantidades em que eles são colocados nos pratos.

Despejar gordura na panela sem pudor  é questão séria. Levantamentos apontam que uma família de cinco pessoas consome cerca de 4 litros de óleo por mês.

Estratégias simples  são capazes de fazer a diferença no valor nutritivo do seu prato. Mas fuja das opções lotadas de sódio, gordura saturada e carboidratos. Isso deve ser regra sempre!

Vejam algumas dicas!

feijao salada carne sal

Feijão

Você recorre ao bacon ou à linguiça para que ele fique mais gostoso? Evite a prática. Esses ingredientes acrescentam gordura saturada, sódio e colesterol à dieta. Se sentir falta de um toque extra, apele para o cogumelo shiitake. Coloque-o no feijão dez minutos antes de servir.

Salada

Normalmente tem apenas um ou dois tipos de vegetais, ou seja, é pobre em fibras. O certo mesmo seria reunir pelo menos seis ingredientes – abra espaço para cenoura, rúcula, pepino e afins. O tempero pode ser à base de limão, suco de frutas e ervas em vez dos molhos industrializados.

Aqui, uma receitinha saudável!

https://carolinavianamarques.com/2009/12/10/molho-funcional-para-salada/

Carne

Geralmente, é preparada com muito óleo. O correto é botar o bife em um frigideira quente e selar cada lado por dois minutos, sem mexer. Assim, a água da carne não vai embora, deixando-a macia e nutritiva. Se desejar, lance mão só de um fiozinho de óleo.

Sal

Se possível, misture-o a ervas de sua preferência. Assim, reduzem-se as pitadas do cloreto de sódio puro, notório financiador da hipertensão. Para evitar abusos, prove a comida antes de temperá-la.

Já conhecem o Gersal? Olhem a receita, ele substitui o sal e é mais nutritivo.

https://carolinavianamarques.com/2010/03/15/contra-o-inchaco/

Fonte: Revista Saúde

 

O que evitar antes dos treinos

Imagem

Já parou para pensar na qualidade da sua alimentação antes dos treinos?

Se você se exercita com o estômago vazio, o corpo não terá energia suficiente para executar o seu melhor. Mas é igualmente ruim comer demais ou optar por alimentos “pesados” antes de um treino, já que grande parte de sua energia será desviada para digestão desta refeição.

Aqui estão alguns alimentos que você evitar antes de um treino.

Feijão e outros que produzam inchaço abdominal

Alimentos como: feijão, brócolis cru, laticínios tendem a produzir mais gases. Embora estes alimentos sejam saudáveis, eles podem causar algum desconforto gastrointestinal.

Fibra

Uma quantidade maior de cereais ricos em fibras pode estimular o trânsito intestinal tornando a digestão mais lenta. Consuma aproximadamente quatro gramas de fibra ou se programe para comer as fibras pelo menos uma hora antes do treino para dar ao corpo tempo para digerir.

Açúcar refinado

Uma dose de açúcar pode oferecer uma fonte rápida de energia, mas que será esgotada rapidamente, fazendo com que você se sinta fraco no meio do treino. Se precisar de uma fonte rápida de energia, escolha uma opção mais saudável, como a banana, que também oferece carboidratos (= energia) e nutrientes importantes para o organismo.

Alimentos pesados

Queijos amarelos, alimentos fritos e gordurosos levam mais tempo para digerir, resultando em algumas problemas digestivos . Evite-os!

Alimentação X Herpes

Algumas modificações na dieta podem ser eficazes, já que com a imunidade em alta, fica mais difícil de o vírus aparecer. Veja as dicas:

Probióticos? Sim!
Microorganismos vivos (bactérias benéficas) que recuperam a microbiota intestinal e fortalecem o sistema imunológico. Encontrados em cápsulas ou saches (pó).

Contra o vírus: óleo de coco e óleo de alho
Ambos possuem propriedades antibactericidas, antifúngicas e antivirais. Fortalecem o sistema imunológico, aumentando a resistência do organismo.

Chia e linhaça:
São boas fontes de ômega-3, capaz de melhorar o sistema imune. Também podem ser encontradas na forma de óleo.

Aminoácido do bem 
A lisina protege o corpo contra a ação do vírus e evita a ação do mesmo sob o organismo. O mecanismo explicativo para que isso ocorra é que por meio da lisina, o corpo passa a produzir enzimas, hormônios e anticorpos, que ajudarão no combate à doença. Boas fontes alimentares deste aminoácido são: ovos, peixes, soja e iogurte natural.

Sinal de alerta! 
Sabe-se que um nutriente chamado arginina é capaz de estimular a replicação e o crescimento do vírus. Deve ser evitado por aqueles que freqüentemente apresentam as feridas características da doença.

Alimentos fontes de arginina são: chocolate, milho, aveia e oleaginosas.

Fonte: http://www.mundoverde.com.br

Revista 100% Saúde – Alimentos Integrais

Produtos do bem

Em dúvida sobre como incluir alimentos integrais no dia a dia? É simples: basta variar o cardápio com os grãos e cereais mais poderosos. Confira quanto e como consumir e seus principais benefícios