A Famosa “Detox”

detox-300x163

Destoxificação consiste no processo realizado por um organismo visando a eliminação de determinadas toxinas, também conhecidas como xenobióticos. Neste processo, tais substâncias, que não são passíveis de excreção, sofrem alterações na sua estrutura química que possibilitam a sua eliminação do organismo por meio das fezes ou urina.

Desta forma, a dieta de destoxificação tem como objetivo dar suporte necessário para os sistemas de destoxificação naturais do organismo, através da restrição de alimentos possivelmente alergênicos, industrializados e com grandes quantidades de aditivos químicos, substituindo pelo consumo de alimentos  que apresentam propriedades que estimulam as vias de destoxificação, em conjunto com a utilização de uma suplementação específica para esse período.

O termo ‘dieta detox’ é muito falado, sendo por diversas vezes, utilizado erroneamente. Recentemente, em um programa de televisão de grande impacto, foi dado um exemplo de dieta de destoxificação, o qual incluiu torradas, queijo branco e iogurte. Também, foi citado que a indicação para esta dieta varia de acordo com o exagero alimentar ou alcoólico que o indivíduo cometeu, podendo ter duração de um dia ou semanas.

A verdadeira dieta de destoxificação vai muito além da correção de exageros alimentares ou alcoólicos. Podendo podendo ter duração de seis, quinze, vinte e um ou trinta dias, a dieta tem como base a remoção de toxinas e a eliminação de anti-nutrientes da dieta como gorduras trans, farinha branca, açúcar, cafeína, corantes, aromatizantes, preservantes, glutamato monossódico e adoçantes artificiais. Alimentos com potencial alergênico elevado, como leite, laticínios, soja e glúten, e aqueles que contêm grandes quantidades de aditivos químicos, como industrializados, enlatados e embutidos (frios, salsicha, linguiça, defumados e conservas) também são restringidos da dieta, bem como carnes assadas em carvão, bebidas alcoólicas, sucos industrializados e refrigerantes.

A suplementação nutricional para o período compreende em diversas vitaminas e minerais que estimulam o sistema de eliminação desses xenobióticos, com a finalidade de prover ao organismo os nutrientes necessários para que o indivíduo exerça suas atividades habituais.

Todavia, é de extrema importância frisar que o plano alimentar destoxificante é traçado por profissional capacitado, que, de acordo com a individualidade bioquímica de cada um, irá apresentar quais são os alimentos específicos que poderão ser consumidos, bem como os dias de duração da dieta. A reintrodução dos alimentos excluídos, principalmente os alergênicos, deve ser feita com cautela e sob supervisão, uma vez que o organismo fica extremamente sensível aos mesmos após a dieta.

Texto retirado do site: http://www.vponline.com.br

 

Dica: Pão de Chia – Monama

A dica hoje é do Pão de Chia, da Marca Monana.

308531_10152802626665385_225409857_n

Os benefícios da chia vão muito além do emagrecimento.  Por seu alto teor de fibras ajuda bastante no controle de glicose e colesterol, e é super nutritiva. Veja mais sobre a chia no post abaixo.

https://carolinavianamarques.com/2011/10/06/chia/

O Pão de chia NÃO contém ovos, manteiga, farinha, lactose e queijo. É preparado com azeite extravirgem, polvilho, mandioquinha, chia, quinua e sal.  Feito apenas com ingredientes saudáveis e orgânicos, possui poucas calorias, o equivalente a uma fatia de pão.

Tem para vender no site Organomix. Experimente!

http://www.organomix.com.br/Pao-de-Chia-sem-Lactose-400g—Monama-OR114002/p

Receita Biomassa de Banana Verde

A Biomassa é um dos alimentos mais nutritivos e pode ajudar em inúmeras patologias e sintomas!

Vamos a receita?

Separe 4 bananas verdes orgânicas
Lave-as previamente, colocando em uma panela de pressão com água suficiente para cobri-las
Quando abrir fervura, adicione as bananas verdes com a casca
Feche e deixe adquirir pressão. Ao ferver o barulho da pressão é indicativo da necessidade de abaixar o fogo e permaneça por mais 10 minutos
Desligue o fogo, não abra a panela deixando a pressão perder-se naturalmente.

Tire a casca da banana e coloque no liquidificador, acrescente água aos poucos até obter uma pasta espessa. Pronto!

Guarde em potes pequenos, uma semana refrigerada ou 3 meses no congelador.

Como Utilizar? Em sucos, vitaminas, sopas, bolos, no feijão ou purês.

Biomassa-de-Banana-Verde

Benefícios

Ao ser fermentado pela microbiota bacteriana no intestino grosso, o amido resistente produz ácidos graxos de cadeia curta, contribuindo com a integridade do cólon. Assim, o amido resistente é classificado como um prebiótico, e também pode ser considerado um simbiótico, devido ao aumento no número de lactobacilos no intestino.

O amido resistente protege a mucosa contra o câncer coloretal e melhorar o funcionamento intestinal.

A biomassa aumenta a produção de células na parede estomacal, tornando-a mais resistente à acidez.

É uma das melhores fontes de potássio, além de ser eleito por suas propriedades e funcionalidade.

Tem baixo índice glicêmico, podendo ser útil para quem tem colesterol alto e diabetes

Aumenta a saciedade ajudando na perda de peso.

 

Já pensou em usar a bandeja de gelo de uma forma diferente?

couve

Veja abaixo como ela pode ser útil para uma vida mais saudável.

Preparo de Ervas

Ervas como manjericão, orégano, alecrim e coentro com  caldo de vegetais ou água. Os cubos podem ser adicionados em sopas, molhos e grãos integrais sem um monte de calorias.

Smoothies e Sucos

Encha uma bandeja de cubos de gelo (ou dois) do suco de fruta concentrado e congele, depois fica mais fácil o preparo de sucos e smoothies (misturas de frutas com iogurte). É só colocar tudo em um liquidificador para um rápido café da manhã saudável.

Dica: Faça cubinhos de gelo de couve com hortelã e acrescente um gelo desses no suco!

Manteiga Saudável de ervas

1. Escolha ervas frescas.
2. Se quiser pode picá-las bem, ou deixá-las em ramos e folhas maiores.
3. Colocar em bandejas de cubos de gelo.
4. Pode misturar as ervas (sálvia, tomilho, alecrim).
5.  Preencher com azeite extra-virgem.
6. Cobrir com filme plástico e congelar.
7. Usar em assados, batatas cozidas e sopas

Receita: Polpa de Açaí

Além de nutritiva, a receita contém antioxidantes, que combatem o envelhecimento da pele.

– 1 polpa de açaí sem açúcar e guaraná. Gosto da marca Icefruit.

phoca_thumb_l_icefruit-polpa-de-acai-medio
– 6 morangos
– 2 folhas de hortelã
– ½  xícara de chá de água
– 1 xícara de café de chá verde

Quer saber mais sobre o açaí ? Veja o link abaixo.

https://carolinavianamarques.com/2012/01/24/376/

Substituições que dão força extra à dieta

couve-1

Não são apenas medidas radicais que podem ajudar na busca por um lifestyle mais saudável e dose extra de energia no dia-a-dia. Aqui algumas pequenas substituições do cardápio que podem te ajudar na perda de peso e aumentar sua disposição, tanto para dar um gás adicional nos treinos como para enfrentar a rotina diária com mais ânimo; confira todas as dicas na sequência.

– Ao invés de café, tome chá verde: o chá possui catequina, que auxilia a longo prazo na perda de peso.

– Invista no chocolate amargo (se for orgânico, melhor ainda!) ao invés de sua versão ao leite: uma barra pequena da versão amarga tem propriedades que ajudam a circulação de sangue pelo cérebro e pelo coração, além de ter bem menos açucar do que sua versão original;

– Opte pelos sucos verdes ao invés das vitaminas de frutas: o mix de folhas ajuda no rejuvenescimento do corpo e na tonificação da pele; acrescente abacate, linhaça e uma porção de frutas vermelhas para renovar a receita e se beneficiar dos efeitos extra da combinação;

– Substitua o adoçante por stevia: adoçantes artificiais com aspartame já foram vinculados com doenças de pele e até depressão; já a stevia, de origem vegetal, possui zero caloria, zero carboidrato e, de acordo com estudos, também ajuda a reduzir a pressão arterial;

Fonte: http://www.vogue.globo.com

Harvard retira laticínios do Prato da Dieta Saudável

Harvard retira laticínios do Prato de Dieta Saudável – Portugal Mundial

Os especialistas de nutrição e investigadores de Harvard definiram o novo guia alimentar da universidade.

A surpresa é a total ausência de lacticínios no seu novo guia para uma dieta saudável devido ao fato do alto  consumo destes alimentos ter relação com o aumento de câncer de próstata e ovários.

Os investigadores de Harvard referiram ainda que os altos níveis de gordura saturada na maioria dos lacticínios e os componentes químicos da sua produção os tornam um alimento a evitar devendo ser substituídos por  legumes verdes (nomeadamente couve, repolho, bróculos, etc), soja enriquecida e grãos de várias espécies para se obter o cálcio necessário e de qualidade.

Os nossos parabéns pela coragem de Harvard em provar que se deve aumentar o consumo de vegetais e frutas em detrimento de alimentos manipulados pelas grandes corporações que nos querem fazer acreditar que são essenciais à vida. Não se trata de propaganda vegan até porque o mesmo estudo guia de nutrição salientam a necessidade de ingestão de proteínas da carne branca e de peixe, feijão e nozes.

Trata-se de vencer a pressão dos lobbies das grandes empresas que controlam há anos o destino da saúde americana e mundial através de instituições como a USDA, mostrando-lhes o que de fato é a saúde.

Fonte: http://portugalmundial.com/2013/04/harvard-retira-laticinios-da-dieta-saudavel/

Dieta anti-inflamatória para combater a celulite

A celulite é uma inflamação, caracterizada por gordura aprisionada nos tecidos, que dificulta a renovação das células e favorece não só o surgimento dos “furinhos” na pele, mas também o excesso de peso, a flacidez e o envelhecimento precoce.

O perfeito funcionamento celular e de cada órgão ocorre apenas quando o organismo está livre de toxinas e substâncias inflamatórias e recebendo todos os nutrientes necessários para suas funções.

Encontramos exemplos de nutrientes com potencial anti-inflamatório nos seguintes alimentos:

– óleo de abacate: possui inúmeros compostos que trabalham em conjunto no combate à inflamação. Isto inclui os carotenóides, fitosteróis, ácidos graxos ômega-3 e ômega-9 e a vitamina E.

– óleos de peixe, chia e linhaça: ricos em ômega-3, ácido graxo que diminui significativamente a produção e efetividade de prostaglandinas – substâncias naturais similares a hormônios, que podem acentuar a inflamação.

– cranberry, goji berries: são ricas em flavonóides (como as antocianinas), que neutralizam a ação dos radicais livres, moléculas responsáveis por danos ao nosso organismo. Pesquisas têm mostrado que as antocianinas inibem a enzima ciclooxigenase (impedindo a síntese de prostaglandinas) de modo mais eficiente do que alguns medicamentos anti-inflamatórios. Melhor ainda: sem os efeitos colaterais indesejáveis!

– suco de uva integral: a atividade anti-inflamatória desse alimentos fica por conta do resveratrol. Além disso, os antioxidantes fenólicos relaxam os vasos sanguíneos, favorecendo a circulação e auxiliando na prevenção da celulite.

– romã: o ácido elágico presente na fruta possui excelente atividade anti-inflamatória, prevenindo contra as alterações celulares causadas pelos radicais livres.

– gengibre: o gingerol, principal composto bioativo deste alimento, inibe a formação de moléculas pró-inflamatórias, além de preservar as moléculas anti-inflamatórias.

– chá verde: fonte de epigalocatequina galato (EGCG), é anti-inflamatório e termogênico, favorecendo também o emagrecimento. E, ainda, o chá ajuda a hidratar o tecido, outro aspecto importante para melhorar a aparência da celulite.

– licopeno: o licopeno é o antioxidante mais potente entre os carotenoides, protegendo o organismo contra o estresse oxidativo. Ele reduz os mediadores inflamatórios, além de melhorar a circulação sanguínea.

– aveia:  É fonte de silício, mineral importante para a produção de colágeno, substância responsável pela firmeza e elasticidade da pele.

Além de incluir esses alimentos no cardápio, é fundamental a redução do consumo de produtos com alto potencial inflamatório, como os embutidos, as carnes gordas, o leite integral, os doces, os refrigerantes, os alimentos refinados, os enlatados e os produtos industrializados em geral. Esses itens também tendem a acidificar o nosso organismo. E para estar em equilíbrio e reduzir a produção de substâncias inflamatórias, o pH sanguíneo deve estar alcalino.

Fonte: http://www.mundoverde.com.br

Óleo de Linhaça para o Coração

]

Ao analisar o consumo desse alimento por indivíduos entre 60 e 85 anos, pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro observaram um benefício: ele foi capaz de controlar as taxas da gordura no sangue. Os 110 voluntários do estudo foram divididos em dois grupos: o primeiro time ingeriu uma cápsula de óleo por dia e o segundo recebeu um remédio de mentira. Ambos foram orientados a melhorar a alimentação. Em 12 semanas, observamos que, na parcela que consumiu as cápsulas, os níveis de colesterol LDL e triglicérides diminuíram. E o colesterol HDL, que reduz o risco de infarto e derrame, aumentou, algo mais difícil em idosos.

…e para o cérebro também!

Outro benefício observada foi o ganho cognitivo, ou seja, melhora em funções cerebrais como memória e raciocínio. Uma hipótese é que o ácido alfalinolênico, presente em grande quantidade na linhaça, aprimore as informações transmitidas entre um neurônio e outro.

Fonte: http://www.saude.abril.com.br